Segunda-Feira, 09 de Dezembro de 2019
Alagoas

Fruto Proibido: golpistas pedem dinheiro em nome de empresário preso, denuncia família

Por: Vale Agora Web em 14/07/2019 às 12:35

Golpistas estão utilizando uma linha telefônica clonada para pedir dinheiro em nome do empresário Hugo Acioly de Melo, um dos presos na operação Fruto Proibido, desencadeada na semana passada. A denúncia foi formulada pela família de Hugo, que também levará o caso à Polícia Federal.

Segundo informações divulgadas por meio da assessoria de imprensa do empresário, os golpistas estão se passando por ele para, por meio do WhatsApp, solicitar transferências bancárias a conhecidos. Uma dessas pessoas chegou a efetuar o depósito na conta informada pelos estelionatários.

Em uma das mensagens, os golpistas alegaram que precisava fazer uma transferência bancária imediata de R$ 1.200, mas o limite diário tinha excedido. Pediam que o conhecido fizesse a transação sob a promessa de que, no dia seguinte, o dinheiro seria devolvido. A conta informada para depósito era em nome de Maria Cristiane, desconhecida da família.

Os parentes de Hugo foram informados pelo contato e esclareceram que se tratava de um golpe, já que, do presídio, ele (o empresário) não tem acesso ao aparelho celular.

O advogado Thiago Pinheiro, que atua na defesa do empresário, que é proprietário da Maceió Import, informou que todas as providências estão sendo tomadas no sentido de alertar a população para que se evite cair neste golpe. “O meu cliente é muito conhecido e tem muitos contatos de clientes. Vamos denunciar o caso à PF e estamos levando ao conhecimento da sociedade para que tome a precaução de não cair neste golpe”, resume.

Pinheiro diz acreditar que esta é uma clara tentativa de incriminar Hugo Acioly e mais um reflexo da prisão, avaliada por ele como desnecessária.

 

 

Por Cada Minuto

Notícias Relacionadas

Não há comentários.

Deixe um comentário