Quinta-Feira, 24 de Agosto de 2017
Cidades

Operação conjunta flagra mais de 30 condutores irregulares em Maceió

Por: Vale Agora Web em 05/04/2017 às 8:23

257569_ext_arquivoA Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) e o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) realizaram em Maceió, nesta terça-feira (4), mais uma etapa da operação de fiscalização com foco em cronotacógrafos, equipamento que registra a velocidade e a distância percorrida por um veículo. Mais de 30 veículos foram flagrados com irregularidades no equipamento.

Os veículos de carga com peso bruto acima de 4.536 quilogramas e os veículos de passageiros com mais de 10 lugares são obrigados pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) a possuir cronotacógrafo. Em situações de acidentes de trânsito, é possível monitorar o deslocamento e se as velocidades dos veículos envolvidos estavam em desacordo com o limite permitido na via.

A operação acontece semestralmente nas vias e rodovias mais movimentadas de Maceió, de acordo com um cronograma feito em parceria com a SMTT e o Inmetro “Os veículos que precisam da utilização obrigatória desse aparelho são vans de turismo, transportes escolares, ônibus coletivos e caminhões”, explica a assessora de Fiscalização de Regulares da SMTT, Vanessa Sampaio.

A fiscalização também flagrou outras irregularidades como motoristas dirigindo sem cinto de segurança e veículos sem itens obrigatórios de segurança. As equipes de fiscalização de transporte da SMTT também averiguaram os documentos de porte obrigatório para veículos de grande porte que transportam cargas e passageiros.

Conforme prevê o inciso XIV do artigo 230 do CTB, conduzir o veículo com registrador instantâneo inalterável de velocidade e tempo viciado ou defeituoso – quando houver exigência desse aparelho – é uma infração grave, cujo valor da multa é de R$ 127,69, além do acúmulo de cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e do recolhimento do veículo.

Tribuna Hoje, com Secom/Maceió

Notícias Relacionadas

Não há comentários.

Deixe um comentário