Terça-Feira, 27 de Junho de 2017
Economia

Comissão da Câmara rejeita diferença de preço para pagamento em dinheiro e no cartão

Por: Vale Agora Web em 12/05/2017 às 8:07

csm_cartao_de_credito_01_ce763454d3A Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados rejeitou o Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 1506/14, do Senado, que autoriza o comerciante a cobrar preços distintos para o pagamento realizado com dinheiro ou com cartão de crédito.

A proposta susta efeitos da Resolução 34/89, do extinto Conselho Nacional de Defesa do Consumidor, que proibia ao comerciante estabelecer diferença de preço de venda quando o pagamento ocorresse por meio de cartão de crédito.

Medida abusiva

O relator da matéria, deputado José Carlos Araújo (PR-BA), classificou a medida de “abusiva” por ferir decisões judiciais que asseguram ao consumidor o direito de pagar o mesmo preço.

Ele acrescentou que não existe garantia de redução dos preços para o pagamento em dinheiro, como forma de compensar a economia do lojista com os custos das administradoras de cartão de crédito.

“Na verdade, o que se observa é a manutenção dos preços ou, em pior hipótese, o aumento da margem de lucro dos fornecedores”, disse.

Segundo Araújo,  os estabelecimentos que optam pelo recebimento com cartão de crédito auferem benefícios como o aumento das vendas, maior segurança nas transações, reduzido risco de inadimplência.

Voto em separado

O deputado Walter Ihoshi (PSD-SP) apresentou voto em separado pela aprovação do projeto. Ele argumentou que o assunto já é tratado pela Medida Provisória 764/16, atualmente em vigor, que permite preços diferenciados para consumidores que paguem à vista.

Tramitação

A proposta ainda será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania antes de seguir para o Plenário.

Fonte: Agência Câmara

Notícias Relacionadas

Não há comentários.

Deixe um comentário