Domingo, 22 de Outubro de 2017
Concurso

Governador revela que concurso da Polícia Militar vai oferecer mil vagas em AL

Por: Vale Agora Web em 27/01/2017 às 11:36

201701271041_c7b42e5f19O governador Renan Filho (PMDB) afirmou, nesta sexta-feira (27), durante solenidade de lançamento do novo sistema financeiro do governo, que deve abrir mais mil vagas na Polícia Militar de Alagoas (PM/AL) com o novo concurso a ser realizado. O lançamento do edital deve acontecer ainda este ano.

Renan já havia falado, no início da semana, sobre a intenção de concursos para a PM, o Corpo de Bombeiros e a Secretaria de Educação (Seduc). Ele chegou a informar que o assunto estava sendo discutindo internamente com a equipe de gestão para se chegar aos parâmetros para a seleção com o intuito de reforçar o efetivo militar.

Os militares devem ser empregados nos batalhões espelhados pelo interior alagoano, uma das maiores carências do estado e, segundo o governador, a provável causa do aumento no número de homicídios registrados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) ao longo do ano de 2016.

“Em 2015 houve redução e em 2016 também em Maceió, mas o interior oscilou devido ao efetivo pequeno. É preciso aumentá-lo”, destacou o chefe do Executivo, que não foi claro quanto a possíveis mudanças no comando da SSP. “O Estado vai fazer mudanças quando necessário e não vamos transferir responsabilidades”.

Já sobre as alterações na chefia dos batalhões, ele afirmou ser algo normal e de responsabilidade da secretaria. “A SSP, no meu governo, tem autonomia para decidir o que é o melhor”, disse ele, acrescentando que vai pedir ao governo federal novamente a transferência de presos de alta periculosidade.

Gestão financeira

Novo sistema foi lançado em evento nesta sexta-feira

FOTO: JOBISON BARROS

Durante a manhã, o governador lançou o Sistema Integrado de Administração Financeira e Contábil do Estado, o Siafe Alagoas, que substitui o antigo Siafem, software da década de 80. A ferramenta pretende otimizar os gastos e oferecer mais agilidade e eficiência no serviço, além de proporcionar transparência.

O projeto faz parte do Programa de Apoio à Gestão e Integração dos Fiscos no Brasil (Profisco), linha de crédito do Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID) direcionada às iniciativas que permitam a melhoria dos procedimentos de gestão fiscal, bem como a otimização do gasto público.

O sistema vai envolver todos os poderes do Estado. “O objetivo é dar maior racionalidade ao uso de serviços públicos, maior transparência ao cidadão e permitir que o Estado vá para a vanguarda da tecnologia. Agora à tarde já vamos iniciar o processo de implantação e ate o final do ano tudo deve estar em pleno funcionamento”, disse Renan.

Ele acrescentou que o Siafe não deve mais ficar paralisado no fim do ano, já que é automático e não precisa ficar aguardando o orçamento ser aprovado.

Por Larissa Bastos e Jobison Barros

Notícias Relacionadas

Não há comentários.

Deixe um comentário