Domingo, 11 de Abril de 2021
Entretenimento

Cleo detona Arthur após briga com Fiuk no BBB21: “Recalque do meu irmão”

Atriz e cantora disse estar orgulhosa de Fiuk e pediu a eliminação de Arthur no próximo Paredão

Por: Vale Agora Web em 06/04/2021 às 15:13
Reprodução/Instagram//Globoplay

Reprodução/Instagram//Globoplay

Cleo saiu em defesa de Fiuk na madrugada desta terça-feira (6), após o Jogo da Discórdia no BBB21. Durante a dinâmica, o cantor e Arthur trocaram ofensas e chegaram até a ir pra cima um do outro, mas foram separados pelos outros brothers. Em vídeos no Instagram, a atriz e cantora detonou o instrutor de crossfit, depois de assistir à cena da confusão.

“Estou me recompondo. No próximo Paredão, acho que deveria sair o Arthur. Porque acho muito tóxico e perigoso que uma pessoa dessa fique lá dentro. Que fale as coisas que ele falou, que age da forma que ele age, chamando os outros de cuzã*, de chato do caralh*, de bost* por nada. Porque todo mundo que assistiu e que não é prego e nem pela-saco, sabe que o problema do Arthur é recalque do meu irmão”, declarou ela.

Cleo disse estar muito orgulhosa da participação de Fiuk no reality show. “Porque o que ele sempre quis com esse jogo era a experiência de aprender, crescer, de errar, se expor e acho que por isso, pra mim, ele já ganhou esse programa”, explicou ela, que também elogiou Juliette por criticar Arthur durante o Jogo da Discórdia e ficar ao lado de Fiuk: “Obrigada, Juliette, por existir e ter falado lindamente as coisas que você falou. A Juliette, pra mim, é uma das maiores jogadoras, que vê tudo que está acontecendo de verdade, que joga com o coração, joga aberto. Erra porque é um ser humano e tudo bem”.

A atriz e cantora ainda comentou sobre a polêmica envolvendo Rodolffo, que comparou o cabelo de João com a peruca da fantasia de ‘homem das cavernas’. “E acho que foi muito sério o que aconteceu em relação ao cabelo do João, porque o Rodolfo, pelo que vi até agora, não entendeu o nível da gravidade do que ele falou. As pessoas têm manias de relativizar e falar ‘mas quando é comigo’… sim, mas não é com você e você não tem as mesmas dores que a outra pessoa”, opinou.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por: Quem

Notícias Relacionadas

Não há comentários.

Deixe um comentário