Domingo, 19 de Maio de 2019
Esportes

Anderson Silva lesiona o joelho e perde para Cannonier no UFC 237

Americano recebe muitas vaias ao comemorar vitória no primeiro round contra o Spider

Por: Vale Agora Web em 13/05/2019 às 6:25

201905121044_1b77691644A idade parece andar cobrando um preço para Anderson Silva. Aos 44 anos, a vitalidade não é a mesma. Na madrugada deste sábado para domingo, o ex-campeão do peso-médio (até 84kg) fazia luta equilibrada contra Jared Cannonier, no co-evento principal do UFC 237,no Rio de Janeiro. Porém, a poucos segundos do fim do primeiro assalto, o Spider recebeu um chute baixo e lesionou o joelho direito. O árbitro central interrompeu o combate aos 4m47s, decretando o triunfo do americano.

Ainda no octógono, com dificuldade de apoiar a perna direita no chão, Anderson revelou ter lesionado o joelho durante a preparação para o confronto.

– Desculpa, galera. Nos treinos eu já estava com o joelho machucado. Não deu para segurar. Desculpa. Desculpa. Desculpa – lamentou Anderson Silva, muito abatido.

Cannonier, que foi fortemente vaiado por comemorar a vitória, mostrou respeito pelo ex-campeão da categoria, mas condenou o comportamento do público presente na Arena da Barra.

– Primeiro queria dizer obrigado ao Anderson. Quero agradecer a oportunidade de enfrentá-lo, ele poderia enfrentar qualquer um, e aceitou me enfrentar. Só tenho respeito a ele. Mas a torcida é algo diferente, eles não têm respeito por mim, e eu não tenho respeito por eles – disse Cannonier.

A luta

Cannonier tomou o centro do octógono desde o início, mas mostrava cautela, sem se expor. Anderson circulava e ouvia os gritos de “olê, olê, olê, olá, Silva, Silva” do público. Com cerca de dois minutos de round, ele soltou o primeiro golpe, um chute que parou na guarda do americano. Aos poucos, foi se soltando e conectou um chute plástico no rival. Cannonier reagiu com duas bombas de direita no rosto do brasileiro, que travou a nuca do americano e saiu do clinche. Spider respeitava o rival e não fazia muitas brincadeiras. Na reta final do round, ele passou a caminhar para a frente e ensaiou um chute rodado. Faltavam poucos segundos, até que Cannonier deu um chute baixo, e Anderson caiu com muitas dores no joelho, forçando o árbitro a interromper o duelo.

Jared Cannonier agora soma 12 vitórias e quatro derrotas na carreira. O atleta de 35 anos alcançou seu segundo resultado positivo consecutivo. Anderson Silva, por sua vez, perdeu a segunda em sequência, já que vinha de revés contra Israel Adesanya. Seu cartel é de 34 triunfos, 10 derrotas e um “No Contest” (luta sem resultado).

Confira todos os resultados do UFC Rio 10:

CARD PRINCIPAL:

Jéssica Bate-Estaca venceu Rose Namajunas por nocaute aos 2m58 do R2

Jared Cannonier venceu Anderson Silva por nocaute técnico aos 4m47 do R1

Alexander Volkanovski venceu José Aldo por decisão unânime (triplo 30-27)

Laureano Staropoli venceu Thiago Pitbull por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)

Irene Aldana venceu Bethe Correia por finalização aos 3m24 do R3

CARD PRELIMINAR:

Ryan Spann venceu Rogério Minotouro por nocaute aos 2m07 do R1

Thiago Moisés venceu Kurt Holobaugh por decisão unânime (30-26, 30-26 e 30-27)

Warlley Alves venceu Sérgio Moraes por nocaute aos 4m13 do R3

Clay Guida venceu BJ Penn por decisão unânime (29-28, 29-28 e 29-27)

Luana Dread venceu Priscila Pedrita por decisão unânime (30-26, 30-26 e 29-27)

Raoni Barcelos venceu Carlos Huachin por nocaute aos 2m49 do R2

Viviane Araújo venceu Talita Bernardo por nocaute aos 48s do R3

 

Por Combate | Portal Gazetaweb.com

Notícias Relacionadas

Não há comentários.

Deixe um comentário