Segunda-Feira, 17 de Dezembro de 2018
Alagoas

CSA e torcedores participam de culto religioso para agradecer acesso à série A

Esse é o sétima cerimônia realizada pelo clube; no local, muitos torcedores vestiam a camisa do Azulão

Por: Vale Agora Web em 28/11/2018 às 5:43

201811272223_3e2453c687Para celebrar e agradecer o acesso do Centro Sportivo Alagoano (CSA) à série A do Campeonato Brasileiro, a comissão técnica, membros do time e os torcedores se reuniram para um culto religioso, na noite desta terça-feira (27), na Primeira Igreja Batista (PIB), localizada no bairro Levada, em Maceió.

De acordo com informações da assessoria de comunicação do CSA, essa é a sétima vez que o encontro acontece. O Movimento “Gratidão, Oração e Louvor” (GOL) ocorre independente da vitória ou derrota do clube. Inclusive, uma das cerimônias foi realizada ano passado após o acesso do time à série B do Brasileirão.

O técnico Marcelo Cabo explicou que o movimento não é apenas do Azulão. “O projeto foi idealizado pelos jogadores Daniel e Edinho, mas não é só do CSA. É de todos os esportistas de Maceió. Estamos muito felizes em ter essa oportunidade de prestar esse culto de ação e graça pelas bençãos alcançadas”.

No local, os bancos estavam lotados de torcedores, uns vestidos com a camisa e outros com a bandeira do azulão na mão. Como é o caso de Giselda Melo, de 69 anos, que não deixaria de participar da comemoração do time do coração.

A torcedora revelou que não perde um jogo do CSA no Trapichão e que o amor pelo azulão vem desde pequena. “Toda a minha família é do Mutange. Meu pai, de 99 anos, por exemplo, vestiu a camisa do time no sábado e só tirou hoje para lavar. E, mesmo assim, já vestiu novamente”.

Giselda Melo contou que não perde nenhuma comemoração do time

FOTO: RAYSSA CAVALCANTE

 

Giselda frisou que não há palavras para descrever o sentimento de ver o CSA na elite do futebol brasileiro. “Não sei expressar. Ver meu time subir foi muito bom. Disseram que ele não ia conseguir, que não ia aproveitar ou sentir o gostinho da série B. Mas, agora ele está na série A”, disse.

Na cerimônia, o capitão do time, Daniel Costa, falou sobre todo o sentimento de alegria e gratidão que estão vivendo neste momento. “No nosso dia a dia, Deus foi muito bondoso. Tinha jogos que nos olhávamos e não sabíamos como tínhamos ganhado. Da sua maneira de trabalhar, Deus nos deu dois momentos de bondade. Um foi a final do alagoano, que todos já sabem como acabou, pois já faziam 10 anos que não ganhávamos um alagoano. E o segundo foi esse acesso a série A.”

Mesmo lesionado, o zagueiro Leandro Souza também marcou presença no culto. Para ele, a ficha ainda não caiu e o sentimento sobre o acesso é algo que não consegue explicar. “Quando eu cheguei a gente não tinha divisão nenhuma e, hoje, vamos jogar na elite do futebol brasileiro, estou anestesiado. Sabemos que a responsabilidade e a cobrança só aumenta, então é viver isso que estamos vivendo agora e aproveitar”, contou o jogador, antes de acrescentar que o acesso atraiu os olhos do mundo para Alagoas.

Mesmo lesionado, Leandro Souza compareceu ao culto

FOTO: RAYSSA CAVALCANTE

 

Sobre a lesão no tornozelo esquerdo, sofrida na partida que deu vitória ao CSA sobre o Sampaio Corrêa, Leandro explicou que o momento é de focar na recuperação. “Ninguém quer lesionar. Foi algo que aconteceu comigo e agora é hora de focar o máximo no tratamento para que em janeiro eu já possa voltar para a pré-temporada com meus companheiros. Voltar a ajudar no campo, pois é o que a gente gosta de fazer.”

 

Xandão canta em culto de agradecimento ao acesso do CSA à série A

Por Rayssa Cavalcante | Portal Gazetaweb.com

Notícias Relacionadas

Não há comentários.

Deixe um comentário