Quinta-Feira, 14 de Dezembro de 2017
Esportes

Diego Alves valoriza Sul-Americana, mas diz que Fla prioriza G-4 do Brasileirão

Por: Vale Agora Web em 05/10/2017 às 9:14
FOTO: BRUNO GIUFRIDA

FOTO: BRUNO GIUFRIDA

Ausente nos jogos da Copa do Brasil por causa do prazo de inscrição dos atletas, Diego Alves é titular incontestável no gol do Flamengo. Agora, depois do vice diante do Cruzeiro, o Rubro-Negro e o goleiro têm duas competições até o fim da temporada: o Campeonato Brasileiro e a Copa Sul-Americana.

Ciente do objetivo de ir à Libertadores do ano que vem, Diego Alves admite que a Sul-Americana é o caminho mais curto, já que o Flamengo está nas quartas de final e, para ser campeão, tem mais seis jogos pela frente. Apesar disso, o goleiro diz que a prioridade rubro-negra é o G-4 do Brasileirão. Atualmente, a equipe está em sétimo lugar, com 39 pontos.

– Na Sul-Americana são jogos à parte. O Fluminense conseguiu uma classificação importante. Quando muda a competição, muda o ânimo e pode acontecer qualquer coisa. Temos de estar preparados para as duas competições. O primeiro passo tem de ser no Brasileiro. Deixar bem claro que na Sul-Americana temos grandes possibilidades, mas a prioridade é chegar ao G-4 do Brasileiro – disse o goleiro.

Por causa das datas Fifa, o Flamengo só volta a campo no próximo dia 12, contra o Fluminense, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro – justamente o mesmo adversário das quartas de final da Sul-Americana.

Até lá, o Rubro-Negro terá tempo para trabalhar no Ninho do Urubu. Diego Alves destaca a importância de a equipe encontrar o equilíbrio entre defesa e ataque – nos últimos três jogos, o Fla fez apenas um gol e, em contrapartida, sofreu só dois.

– Temos de melhorar nas duas coisas. Tanto na parte defensiva quanto na ofensiva. Vamos fazer este trabalho para melhorar. O trabalho vai ser voltado para isto: tanto na defesa quanto no ataque ter regularidade – completou.

Veja, abaixo, outros trechos da entrevista com Diego Alves:

Período de treinamentos

– Temos dias para trabalhar. Às vezes, os jogos em curto espaço de tempo não conseguimos treinar os jogadores. Sempre é jogo, descanso, e nesses dias é bom para o time poder concentrar todas as forças em melhorar.

Sequência de jogos sem tempo para treinar

– Se não tivemos tempo para descansar, é porque chegamos à final da Copa do Brasil, tivemos a Libertadores, a Sul-Americana… Se me perguntar, eu prefiro jogar, porque quer dizer que chegamos às competições. Agora, também é importante esse período de treinamento. Todo jogador e trabalhador tem de pensar em melhorar no dia a dia. Este tempo é bom para se concentrar no que tem de ser feito de melhor.

Seleção

– Apesar de ser um objetivo estar na Copa do Mundo, acho que o dia a dia tem de ser trabalhado pensando no Flamengo e aproveitando todos os jogos. Sei que dentro da Seleção o Tite tem várias opções em todas as posições. Acredito que ele também tem tempo para fazer essas escolhas. Os jogadores que não estão hoje têm de estar preparados.

Ausência de Diego e clássico contra o Fluminense

– O Diego é um jogador super importante. Não só dentro de campo como fora de campo, também. É um exemplo. Leva a responsabilidade. Com certeza, vai ser uma falta importante para o time. Esperamos que possa recuperar bem e estar conosco o mais rápido possível. Um clássico é sempre diferente. Não tem isso de um time estar embaixo e outro em cima.

Aproveitamento do Rueda

– Respeito a sua pergunta, mas com respeito a números, porcentagem de vitórias, deixo com vocês… Vocês são especialistas, fazem as críticas positivas e negativas. O Rueda chegou há pouco tempo, está começando um trabalho. Sabemos que, no Flamengo, acontece uma coisa pequena e se transforma num furacão.

Trabalho do Rueda

– Ele demonstra muita tranquilidade no dia a dia. Tem uma forma de trabalhar que acho importante, uma forma importante de dialogar. Com respeito às perguntas, não sei o tipo de pergunta… Mas o trabalho vem sendo bem feito. Como falei: o futebol é resultado.

Por Globoesporte.com | Portal Gazetaweb.com

Notícias Relacionadas

Não há comentários.

Deixe um comentário