Domingo, 19 de Maio de 2019
Esportes

Mauro Silva diz que CSA não vai jogar com a vantagem do empate debaixo do braço

Volante azulino considera que este segundo jogo, contra o CRB, no domingo, será mais difícil do que foi o primeiro, quando o Azulão venceu por 1 a 0

Por: Vale Agora Web em 17/04/2019 às 5:42

201904161859_fbbcdf8e1bNa reapresentação do elenco do CSA, na tarde desta terça-feira (16), o volante Mauro Silva, 25 anos, foi o escolhido para conceder a entrevista coletiva no CT do Mutange. Ele foi um dos destaques do primeiro jogo da final do Alagoano, contra o CRB, no domingo passado, no Rei Pelé, e comentou sobre os elogios que recebeu da crônica esportiva e até do técnico Marcelo Cabo.

“Isso é bom. É o reconhecimento do trabalho. É importante porque o nosso grupo é muito forte. Todas as posições têm três a quatro jogadores com totais condições de jogar, e, graças a Deus, a minha oportunidade chegou e eu pude aproveitar da melhor maneira”, declarou, acrescentando sobre o treinador: “A gente fica feliz (com os elogios) até porque tenho que agradecer muito ao Cabo, juntamente com a diretoria, por terem me dado a oportunidade de estar aqui, terem apostado em mim e, graças a Deus tenho conseguido dar sequência ao trabalho que ele tem feito comigo e tem dado frutos”.

Mauro Silva deu a dica do que o CSA precisa para ser campeão alagoano: continuar trabalhando forte, focado, durante toda esta semana, mais do que nunca. “Aqui no CSA não tem espírito de oba-oba, nós vamos em busca da vitória novamente, sabemos que a gente pode empatar, mas entrar querendo o empate não é bom. Nós vamos buscar a vitória para conquistar esse título”.

E justamente sobre essa vantagem do empate que o time azulino tem nesta segunda partida da decisão, ele reconhece que é uma vantagem, pequena ou não, mas não deixa de ser, porém, alertou: “A gente não pode entrar em campo com ela debaixo do braço, a gente tem entrar como se fosse o primeiro e único jogo da final, tem que entrar pra ganhar, ligado, e esse negócio de vantagem aí dentro de campo, meio que não existe e a gente vai entrar focado para conseguir a vitória”. E acrescentou: “Com certeza, este segundo jogo será mais difícil do que foi o primeiro”.

Se acredita que será titular nesta segunda partida da final, Mauro Silva disse: “A gente não sabe ainda, mas eu trabalho todos os dias para jogar, independentemente se estou no banco, no terceiro time, se sou titular, porque não sei quando a minha oportunidade vai aparecer. Como foi nesse jogo agora. Eu não sabia que eu seria titular, mas trabalhei para ser titular. Então, estou trabalhando firme esta semana novamente e se o Cabo me escolher, me colocar, eu vou estar pronto”, garantiu.

Na ocasião, ele destacou também a importância da vitória no último domingo e da força do grupo marujo. “Queremos muito o título. Nossa torcida merece. A vantagem assegurada no primeiro jogo foi importante, mas não podemos esquecer que é uma decisão de cento e oitenta minutos. Temos um elenco forte e unido. Isso é muito importante”, observou o jogador azulino, em entrevista ao site oficial do clube.

Energia da torcida

Mauro Silva também salientou a energia recebida das arquibancadas. “Nossa torcida mais uma vez deu show. No próximo domingo, sabemos que o mando de campo é do rival, mas que nosso setor estará lotado de azulinos. Vamos em busca do título”, encerrou.

Nesta temporada, Mauro Silva já atuou 12 vezes com a camisa do Azulão. Ele e os demais jogadores voltam ao CT Gustavo Paiva, no período da tarde, para mais uma jornada de treinamentos, nesta quarta-feira (17).

Por Fernanda Medeiros | Portal Gazetaweb.com

Notícias Relacionadas

Não há comentários.

Deixe um comentário