Sexta-Feira, 17 de Novembro de 2017
Justiça

Acusados de matar advogado no Francês são condenados a 24 anos de prisão

Por: Vale Agora Web em 17/08/2017 às 9:01

julgamentoandrefrances-120x90Os autores materiais do assassinato do advogado Marcos André de Deus Félix foram condenados na quarta-feira (16) pelo Tribunal do Júri. Álvaro Douglas dos Santos foi condenado a 24 anos de prisão, mas teve pena abrandada para 18 anos por ser réu confesso, já Elivaldo Francisco da Silva, também condenado a 24 anos teve pena fixada em 21 por já ter cumprido três anos de detenção.

De acordo com a condenação do juiz Helestron Silva da Costa, o crime é de natureza hedionda e ambos cumprirão pena por homicídio qualificado. Juarez Tenório da Silva Azevedo, que também é réu acusado de autoria material, não compareceu ao Tribunal. Seu advogado alegou problemas de saúde e deve ser julgado em nova data a ser definida pela Justiça.

Relembre o caso
O homicídio foi motivado por uma desavença entre os donos de uma pousada e Marcos André. A inimizade, que teve início em 2010, teria sido resultado de uma disputa judicial referente à ação de despejo da Pousada Lua Cheia. Na ocasião, Marcos era o advogado dos proprietários do imóvel,. Depois de uma decisão Judicial Janadaris e Sérgio Sfredo, autores intelectuais do crime, passaram a administrar a pousada Ecos do Mar e residiam vizinho à vítima. É relatado que o advogado tornou-se alvo de provocações e perseguições, que afetaram o seu cotidiano.

Por causa da desavença Janadaris e Sérgio teriam contratado os assassinos para matar o advogado. O atentado aconteceu no dia 14 de maço de 2014 e o advogado foi internado no Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HUPAA), onde faleceu no dia 27 em decorrência de complicações em seu quadro clínico. Sérgio Sfredo foi solto por decisão do Supremo Tribunal Federal em 31 de outubro de 2015.

Da Redação

Notícias Relacionadas

Não há comentários.

Deixe um comentário