Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020
Mundo

Maior terremoto em 30 anos na Albânia deixa dezenas de feridos

Tremores foram sentidos nos arredores da capital do país e alcançaram magnitude 5,6. Segundo as autoridades, não há mortes até o momento.

Por: Vale Agora Web em 22/09/2019 às 9:13

Um terremoto atingiu a Albânia neste sábado (21), deixando mais de 40 feridos, segundo a imprensa local. Os tremores foram registrados nos arredores da capital do país, Tirana, e alcançaram magnitude 5,6. De acordo com as autoridades locais, não houve mortos. Foram sentidos tremores fortes na cidade portuária de Durres.

De acordo com o Ministério da Defesa do país, este foi o terremoto mais forte na Albânia em 30 anos. Conforme relatado pelo Instituto de Geociências de Tirana, o terremoto ocorreu por volta das 14 horas (9 horas em Brasília) em uma área marinha a 30 km de Durres e a uma profundidade focal de apenas 10 quilômetros.

Os tremores causaram pânico e danos materiais consideráveis, embora, de acordo com a primeira informação, pareça não haver mortos. Entre os edifícios que sofreram danos está a faculdade de Geologia da Universidade de Tirana, na qual parte do telhado desabou.

“Todos os vizinhos saíram gritando”, disse um aposentado que vive em Tirana, à agência Reuters. “Graças a Deus o terremoto não durou muito. Foram cerca de 20 segundos. No 10º andar foi um pesadelo. Não lembro de ter sentido um mais forte do que este”, afirmou Agim, que tem 67 anos.

Na região de Tirana, 48 casas e três prédios residenciais ficaram com grandes rachaduras. Na região de Durres, 42 casas e quatro edifícios foram prejudicados, segundo a ministra da defesa, Olta Xhacka. “O mais importante é que nenhuma vida foi perdida”, ela afirmou, em coletiva de imprensa.

Em outras áreas, houve danos em 20 edificações. A ministra explicou, ainda, que não houve danos a poços de petróleo da região de Fier.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos mediu a magnitude do terremoto inicialmente em 5,6, mas o Instituto Albanês de Geociência falou em 5,8, com réplicas observadas 11 minutos depois, de intensidade 5,3.

 

 

 

Por Gazeta Web

Notícias Relacionadas

Não há comentários.

Deixe um comentário