Sábado, 23 de Agosto de 2014
Polícia

Crime no táxi de Viçosa pode ter motivação de briga de família, diz Polícia

Por: Redação em 06/11/2013 às 9:01

O assassinato de mãe e filha no inicio da tarde da segunda-feira, (4), na cidade do Pilar, é visto como um grande desafio para a polícia alagoana.

Maria Cicera dos Santos, 27, e a filha Yasmin, de 1 ano e 8 meses, foram executadas com cerca de 30 tiros de pistola quando estavam dentro de um táxi, Pálio Weekend, de cor prata e placa NLY 2088 (Viçosa/AL), pertencente ao motorista, Marcos André da Silva Barreto Falcão, 37, mas conhecido como Marquinhos e que foi atingido com um tiro nas costas e foi levado para o hospital da cidade. Outros dois passageiros do taxi conseguiram escapar ilesos.

Um vídeo publicado em Redes Sociais mostra os instantes após as vítimas serem alvejadas. Maria Cicera e a filha estavam no banco de trás do carro. A criança, em seus últimos instantes de vida, ficou de bruços em cima do banco enquanto a mãe se retorcia de dores.

Testemunhas relataram que dois homens aproveitaram o momento que o veículo estava parado a poucos metros do terminal de ônibus, na Chã do Pilar, para praticarem o duplo crime. Após matarem as duas, os criminosos que estavam usando máscaras, fugiram em um Celta de cor vermelha e sem placa anotada.

O sobrinho da mulher morta, Arnaldo Amorim, confirmou em entrevista a Rádio Gazeta AM de Maceió, que a jovem morava na cidade de Cajueiro e defende a tese que Maria Cicera e a filha foram mortas por engano.

Pessoas que assistiram quando mãe e filha eram mortas disseram que foram momentos de muito terror.

“Foram muitos tiros. Os gritos das pessoas e o barulho dos tiros foi grande e todo mundo ficou com medo de ser alvejado. Na hora a maior preocupação foi em se proteger, mas certamente alguém anotou a placa do carro dos bandidos ou viu algum deles, sem a mascara, antes do que fizeram. Pessoas estranhas chamam a atenção e tinha muita gente”, disse uma testemunha.

O delegado Renivaldo Batista, que investiga o caso, ouviu o taxista Marcos André (Marquinhos), o qual pouco contribuiu em seu relato.

Mas a polícia já tem informações que o duplo crime pode ter sido motivado devido a uma briga entre família. Cicera, que havia embarcado no taxi na Praça Deodoro, em Maceió, teria no dia das mortes, recebido uma ligação de um irmão que alegou que deveria entregar um dinheiro a ela.

A informação, segundo a família, é vista com certa desconfiança uma vez que o irmão citado não falava com a vítima devido a um problema gerado por uma herança de um imóvel. Outro detalhe considerado importante para a polícia é a ausência desse citado irmão no sepultamento de mão e filha.

Leia também: PM divulga identidade da mulher assassinada dentro de táxi de Viçosa

Por Redação com Urgencia 190

Notícias Relacionadas

6 Comentários

  1. Gilson Siqueira

    nov 06. 2013

    Esse fato é um absurdo. Não tenho palavras pra descrever tal barbaridade. Isso mostra como andam a lei no Brasil. Sim… as leis, pois o que adianta ter um enorme aparato de segurança pública, com homens, equipamentos, armas, etc. sem leis severas que sirvam como base de sustentação para atuação dos órgãos de segurança? Assisti um vídeos postado por um usuário do Facebook com imagens que mostram os instantes após esse fato é realmente revoltante. A cena da criança junto com a mãe agonizando é de causar revolta em qualquer pessoa. E isso reflete a certeza da impunidade, a certeza de que nada irá mudar, a certeza de que, mesmo sendo encontrados e presos, os criminosos serão tratados como “humanos” melhores até que as próprias vítimas, pois estarão vivos. Inaceitável é essa situação.

    Responder esse comentário
    • Gilson Siqueira

      nov 06. 2013

      *as leis no Brasil

      Responder esse comentário
    • Lima

      nov 07. 2013

      É isso mesmo,quando as pessoas querem lixar um bandido desse vem os direitos humanos proteger.E as vítimas não tem direitos também?É um absurdo ver uma cena daquela uma mãe e uma criança agonizando. Será que em vez de filmar alguém não poderia rapidamente socorrer as vítimas,talvez poderia salvar alguma não?

      Responder esse comentário
  2. Netinho

    nov 06. 2013

    Pessoal, cade as fotos ?

    Responder esse comentário
  3. mj

    nov 11. 2013

    as pessoas gue fizerom isto não tem coração

    Responder esse comentário

Deixe um comentário