Terça-Feira, 12 de Novembro de 2019
Polícia

Mãe de bebê achado em saco de lixo é indiciada por tentativa de infanticídio

Inquérito foi concluído e encaminhado ao Ministério Público Estadual (MPE); criança segue internada na UTI da Santa Mônica

Por: Vale Agora Web em 01/10/2019 às 12:19

A mulher suspeita de jogar o próprio filho recém-nascido em um saco de lixo foi indiciada por tentativa de infanticídio. O inquérito já foi concluído pela delegada Adriana Gusmão, titular da Delegacia de Crimes Contra a Criança e o Adolescente, e encaminhado ao Ministério Público Estadual (MPE).

“O inquérito está com o Ministério Público e o promotor deve denunciá-la, cabendo à Justiça se ela vai determinar a prisão dela ou não. Como ela não foi presa em flagrante, deve responder em liberdade. Isso vai depender muito da Justiça. Em caso de morte do bebê, ela irá responder por infanticídio e isso pode mudar durante o processo criminal mesmo”, afirmou a delegada.

Segundo a delegada, a mãe, que não quis ser identificada, confessou que achou que a criança estava morta por não ter chorado ao nascer. Em depoimento, a mulher, que tem outros dois filhos, relatou que escondeu a gravidez dos familiares e que teve o bebê sozinha, em casa. Ela teria, inclusive, cortado o próprio cordão umbilical.

Ainda conforme a delegada, a mulher deve ser encaminhada para análise médica. “Vamos saber se ela sofre de estado puerperal, o que pode ter levado a cometer o crime”, disse.

Direito ao filho

De acordo com a juíza Fátima Pirauá, titular da Vara da Infância e da Juventude, a mãe da criança não tem o direito de exercer o poder de família sobre ela nem mesmo visitá-la.

“O que sabemos sobre o ocorrido foi uma tentativa de infanticídio. Este é um motivo gravíssimo para que essa mãe seja destituída do poder familiar. Provavelmente, ela não poderá ficar com essa criança. Se não houver ninguém na família extensa que possa criar, cuidar dessa criança, certamente, ela será colocada para adoção”.

Estado de saúde

Enquanto isso, o bebê continua internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Maternidade Escola Santa Mônica. Segundo o boletim divulgado pela assessoria da unidade, na manhã desta terça-feira (1º), o quadro de saúde dele segue sem mudanças. Na última sexta-feira (27), a criança foi extubada, mas continua em estado grave. Ainda não há previsão de alta.

 

 

Por Gazeta Web

Notícias Relacionadas

Não há comentários.

Deixe um comentário