Quarta-Feira, 26 de Junho de 2019
Polícia

MCCE irá representar contra suposto humorista e professor universitário cria petição na Avaaz.org

O MCCE deve solicitar à Polícia Federal que averigue se o perfil do dito humorista é verdadeiro.

Por: Vale Agora Web em 28/02/2013 às 9:22

Antônio Fernando da SilvaOs comentários preconceituosos de Luciano Manfredini está sendo alvo de duras críticas nas redes sociais, alagoanos se revoltam com o ‘humorista’ alguns ameaçam até a processá-lo. O MCCE deve solicitar à Polícia Federal que averigue se o perfil do dito humorista é verdadeiro.

Em seu perfil, o presidente do Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral (MCCE) de Alagoas, Antônio Fernando da Silva, anunciou ontem(27) que o Movimento irá entrar com uma representação no Ministério Público Federal (MPF/AL) contra os ataques discriminatórios desferidos por Manfredini.

“Estou farta de tanto preconceito. Basta! Chega de ficarem criticando o que não conhecem, parem de abrir a boca e rotular o meu Estado com adjetivos fulos de políticos desonestos e de pessoas que não têm caráter. Isso não é o meu Estado , isso não é Alagoas. Pessoas sem noção cultural que tentam esconder ou fingir que não existem violências em suas cidades. Basta de hipocrisia! Falem de nosso povo,falem de Djavan, Zagalo, Aurélio, Graciliano Ramos, Zumbi dos Palmares, Marta, entre tantos outros grandes nomes. Não podemos aceitar calados, preconceito é crime!”, desabafa uma jovem em um perfil no Facebook.

O professor universitário José Bispo da Silva Filho criou na tarde de ontem(27), Ação de racismo praticado por Luciano Manfredini contra os alagoanos, para ser entregue ao Ministério Público Federal. ‘Não podemos aceitar calados essa agressão ao nosso povo. Vamos mostrar a ele nossa indignação e pedir sua punição na forma da Lei,’ postou em seu blog Bispo Filho.

 

Notícias Relacionadas

Não há comentários.

Deixe um comentário