Terça-Feira, 11 de Agosto de 2020
Política

‘Distorceram a fala do governador’, diz o PSDB

Claudionor Araújo reafirmou que, em nenhum momento, Teotonio teria se referido ao programa como uma “esmola”.

Por: Vale Agora Web em 05/03/2013 às 9:13

Claudionor defendeu VilelaO diretório estadual do PSDB em Alagoas, por meio de seu presidente, Claudionor Araújo, manifestou, ontem, 4, solidariedade ao governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) e repudiou reportagem publicada em um informativo local, no último domingo, 3, cujo título afirmava que Vilela tinha se referido ao programa federal Bolsa Família como uma “esmola”.

Em entrevista ao comunicador França Moura, da Rádio Jovem Pan, no Programa Cidadania, Claudionor afirmou que o governador não disse tal adjetivo sobre o programa. “Infelizmente saiu distorcida. Fica aqui, portanto, meu desagravo por uma coisa que o governador não disse em momento algum”.

O líder tucano lembrou que em coletiva de imprensa realizada, no Palácio República dos Palmares, na última sexta-feira, 1º, Teotonio Vilela destacou as ações levadas pelo Governo do Estado ao sertanejo. Ações essas que possibilitarão, dentro em breve, que as famílias não necessitem mais de programas sociais – como o Bolsa Família – para se sustentar.

Claudionor Araújo reafirmou que, em nenhum momento, Teotonio teria se referido ao programa como uma “esmola”.

“O governador estava falando das inúmeras ações que levou aos municípios mais castigados pela seca. Ele estava fazendo exatamente um balanço desse trabalho, da solidariedade que o governo dele levou ao povo sertanejo, do que foi implementado nesses dias em que o governador, secretários de Estado e toda sua equipe permaneceram em Santana, a exemplo da entrega de ouvinos, de caprinos. Tudo isso no sentido de diminuir, amenizar o sofrimento do sertanejo que é muito grande, já essa foi uma das maiores secas registrada na região, enfim”, disse o presidente do PSDB.

Ao fazer esse balanço, lembrou o tucano, “o governador falou que estava solidário ao sertanejo e que ações levadas à região, além de amenizarem o sofrimento das famílias e comunidades mais carentes tinham como objetivo também garantir a essas pessoas a capacidade – com o instrumento que o Governo do Estado levou a estas cidades, que elas próprias possam produzir, sobreviverem e terem renda”.

*Com assessoria

Distorção

No entanto, ressaltou Araújo, “distorceram, dizendo que ele tinha dito que o Bolsa Família era uma esmola. Jamais o governador Teotonio Vilela Filho diria uma coisa dessas, até mesmo porque o Bolsa Família de hoje teve origem lá atrás. Quem criou foi Fernando Henrique Cardoso [PSDB], quando Teotonio Vilela Filho hoje governador, era senador da República e presidente nacional do PSDB. Foram criados o Bolsa Escola, Bolsa Gás. Isso tudo foi juntado pelo PT depois, transformando-se no Bolsa Família”.

 

Notícias Relacionadas

Não há comentários.

Deixe um comentário