Quarta-Feira, 23 de Setembro de 2020
Política

Ex-assessora nega boatos de que foi assediada pelo prefeito de Palmeira

Margareth Alves da Costa gravou vídeo esclarecendo a situação e elogiando prefeito; Júlio Cezar afirma que ela chegou a registrar boletim

Por: Vale Agora Web em 08/09/2020 às 21:37
Advogada ocupou cargo comissionado no gabinete de Júlio Cezar FOTO: REPRODUÇÃO

Advogada ocupou cargo comissionado no gabinete de Júlio Cezar
FOTO: REPRODUÇÃO

A advogada Margareth Alves da Costa negou, em um vídeo divulgado nas redes sociais, os rumores de que ela teria sido assediada sexualmente pelo atual prefeito de Palmeira dos Índios, Júlio Cezar (PSB), no período em que ocupava um cargo comissionado na prefeitura. Segundo a assessoria do prefeito, na época, Margareth chegou a registrar um Boletim de Ocorrência contra o prefeito, mas retirou as acusações formalmente.

“Isso nunca aconteceu, é fake news”, alega Margareth, antes de pedir desculpas ao prefeito pelo boato. Em nenhum momento do vídeo, ela diz ser a autora da acusação.

 

 

 

Confira o vídeo:

Ex-assessora nega boatos de que foi assediada pelo prefeito de Palmeira

O prefeito afirmou que não iria buscar ações legais contra a advogada e disse que compreende “que ela passava por um momento difícil e teria sido usada por adversários políticos”.

Margareth pediu que a população esqueça o ocorrido e busque eleições mais limpas. “Vamos tocar a vida. […] Vamos para o plano das propostas, que são mais importantes”, disse. A advogada afirmou que ninguém a pediu para gravar o vídeo e que o fez por senso de justiça.

“É um sofrimento você ser vitimado por uma fake news daquele porte, que repercutiu muito no estado todo”, afirmou, complementando que o boato afetava não só ele, mas também a sua família. A advogada também teceu elogios ao prefeito, dizendo que nos anos que trabalhou com ele, nunca presenciou ilegalidade.

 

 

Por: Luan Oliveira | Portal Gazetaweb.com

Notícias Relacionadas

Não há comentários.

Deixe um comentário