Quarta-Feira, 12 de Dezembro de 2018
Política

Maioria dos ex-ministros de Temer concorrendo nas eleições sai derrotada das urnas

Entre 18 candidatos, apenas 6 conseguiram se eleger. Helder Barbalho segue para o segundo turno no governo do Pará e pode alterar o balanço dos eleitos de Temer.

Por: Vale Agora Web em 08/10/2018 às 8:44

michel-temer-ministros-20160512-0007Dentre os 18 ex-ministros do presidente Michel Temer que se candidataram nas eleições de 2018, apenas 6 conseguiram se eleger neste domingo. Onze saíram derrotados; um ainda disputa o segundo turno para governo.

Veja quem foi eleito:
Fernando Coelho Filho (DEM) — eleito deputado federal por Pernambuco;
Marcelo Calero (PPS) — eleito deputado federal pelo Rio de Janeiro;
Marcos Pereira (PRB) — eleito deputado federal por São Paulo;
Marx Beltrão (PSD) — eleito deputado federal por Alagoas
Osmar Terra (MB) — eleito deputado federal pelo Rio Grande do Sul;
Ricardo Barros (PP) — eleito deputado federal pelo Paraná;

Veja quem saiu derrotado:
Antonio Imbassahy — candidato a deputado federal pela Bahia;
Bruno Araújo — candidato a senador por Pernambuco;
Henrique Meirelles — candidato a presidente;
Leonardo Picciani — candidato a deputado federal pelo Rio de janeiro;
Mendonça Filho — candidato a senador por Pernambuco;
Osmar Serraglio — candidato a deputado federal pelo Paraná;
Maurício Quintella — candidato a senador por Alagoas;
Roberto Freire — candidato a deputado federal por São Paulo;
Romero Jucá — candidato a senador por Roraima;
Ronaldo Nogueira — candidato a deputado federal pelo Rio Grande do Sul;
Sarney Filho — candidato a senador pelo Maranhão;

Ex-ministros de Temer

Nenhum dos ex-ministros que foram candidatos ao Senado conseguiu se eleger.

Helder Barbalho, que foi ministro da Integração Nacional de Temer até abril deste ano, é candidato ao governo do Pará e foi para o segundo turno contra Márcio Miranda (DEM).

Conforme o G1 apurou durante o período eleitoral, a maioria dos ex-ministros de Temer preferiu se distanciar e não citar o presidente nas redes sociais.

Nomeada por Temer para o ministério do Trabalho, Cristiane Brasil teve a posse barrada pela Justiça e por isso não consta da lista oficial dos ministros de Temer. Ela era candidata a deputada federal pelo Rio de Janeiro e também não foi eleita.

Fonte: G1

Notícias Relacionadas

Não há comentários.

Deixe um comentário