Quinta-Feira, 16 de Setembro de 2021
Tecnologia

YouTube testa função de corte e compartilhamento de trechos de vídeos

Por: Vale Agora Web em 29/01/2021 às 11:13
Imagem: Freepik

Imagem: Freepik

YouTube começou nesta quinta-feira (28) a testar uma nova função para vídeos do acervo ou transmissões ao vivo na plataforma. Ela se chama “Clipes” e, basicamente, é um recorte de uma pequena parte de vídeos mais longos.

Essa é uma forma de criadores de conteúdo ou fãs selecionarem os “melhores momentos” de gameplays ou debates de forma mais dinâmica, sem ter que baixar o vídeo, recortar e fazer uma nova publicação. A ação é uma estratégia direta de competição com outras plataformas de vídeo, como a Twitch, mais acostumada com streaming de longa duração.

Segundo a empresa, o recurso foi adicionado depois de muitos pedidos de criadores e da comunidade. É possível criar links com trechos de 5 a 60 segundos, tocando em repetição. Nenhum arquivo novo é criado: a cena selecionada roda em looping a partir do próprio clipe original para que você possa conferir a postagem completa e com todo o contexto.

Como criar um “Clipe”?

É fácil criar um clipe. Na transmissão ao vivo, clique no botão “Clipe”, que fica localizado ao lado dos ícones de avaliação do vídeo — o “joinha”. Quando a janela de configurações surgir, você precisa dar um título para o trecho e selecionar o tempo exato da seleção.

O botão está presente por enquanto em poucos clipes do YouTube.

O botão está presente por enquanto em poucos clipes do YouTube.Fonte:  TecMundo 

Em seguida, basta confirmar a geração do link e enviar o endereço para contatos ou postar em redes sociais. Não é possível cortar “Clipes” de vídeos com conteúdo para crianças, lives com mais de oito horas ou estreias em andamento.

A tela de configuração do clipe.

A tela de configuração do clipe.Fonte:  TecMundo 

Por enquanto, o recurso está disponível em poucas regiões e para criadores de conteúdo selecionados — este vídeo é um dos exemplos e você mesmo pode criar os próprios “Clipes”.  Se aprovada, ela deve ser transformada em uma função fixa na plataforma, mas ainda não há qualquer previsão para que isso aconteça.

 

 

 

Por: Tecmundo

Notícias Relacionadas

Não há comentários.

Deixe um comentário