Quinta-Feira, 17 de Outubro de 2019
Zona da Mata Alagoana

Suspeito de engravidar menina de 12 anos pode estar envolvido no sumiço de Sandra

Sandra saiu de casa no dia 17 de julho e não voltou mais!

Por: Vale Agora Web em 18/09/2019 às 6:29

João Victor Souza

tehw

Preso no último sábado, 14, sob a suspeita de estuprar e engravidar uma menina de 12 anos, em Viçosa, Emerson Feitosa de Mendonça também pode estar envolvido no desaparecimento da adolescente Sandra Silva Melo de Morais, de 15 anos, que é irmã da menina estuprada. Sandra saiu de casa há dois meses para encontrar uma pessoa e nunca mais voltou. A informação foi passada ao TNH1 pelo delegado Guilherme Sillero, titular da Delegacia de Viçosa, na tarde desta terça-feira, 17.

O delegado contou que as irmãs moravam na mesma residência, no sítio Pedra Redonda, na Zona Rural da cidade. Já Emerson é vizinho das duas e há suspeita de que ele frequentava a casa da família, já que possui parentesco com a mãe das meninas.

“Ele é de Quebrangulo, mas mora há dois anos em Viçosa. O Emerson é primo da mãe das meninas, então tem uma proximidade com a família. Ainda não sabemos como era a relação, já que os familiares ainda estão atordoados com o que aconteceu e estão assistindo a vítima. Com essa prática, ele passou a ser suspeito também do desaparecimento de Sandra”, relatou o delegado.

Ainda segundo a polícia, a menina de 12 anos escondeu a gravidez da família e não queria revelar o nome do autor do crime. Os parentes só descobriram que ela estava gestante momentos antes do bebê nascer.

“A garota e a filha estão internadas na Maternidade Santa Mônica, em Maceió. A família está acompanhando ela. O Emerson segue preso e será submetido aos procedimentos cabíveis”, disse Sillero.

Emerson foi preso em cumprimento a um mandado expedido pela juíza Joice Araújo Florentino, da Vara do Único Ofício de Viçosa, e fica agora à disposição da Justiça.

O desaparecimento de Sandra

O desaparecimento da adolescente Sandra Silva Melo de Morais, de 15 anos, completou dois meses hoje e as investigações ainda não mostraram o que teria acontecido com a jovem. A polícia tem fortes indícios de que ela teria ido ao encontro de uma pessoa que ainda não foi identificada, o que descarta a hipótese de Sandra ter sido retirada à força de casa ou sequestrada na porta.

A adolescente saiu de casa, no sítio Pedra Redonda, zona rural do município de Viçosa, interior de Alagoas, no dia 17 de julho, e não retornou mais. Sandra estava com o aparelho celular, mas ele está desligado desde então.

Nesta terça, 17, o delegado que investiga o caso revelou que a polícia segue em diligências para concluir as investigações. “Já ouvimos muita gente, e o inquérito segue caminhando. Ainda falta encontrar um fio da meada para que a gente possa chegar ao que realmente aconteceu”, explicou.

Fonte: Tnh1

Notícias Relacionadas

Não há comentários.

Deixe um comentário